Telefone

12 3897-5660

E-mail

contato@fundacc.sp.gov.br

Horário de funcionamento

Seg - Sex: 8h às 17h30

O Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros, em comemoração ao seu 22º aniversário, celebrado no dia 20 de março, recebe a partir de segunda-feira (16) exposição com as obras do artista plástico Ennio Angelo Bertoncini. A mostra pode ser visitada, gratuitamente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, no saguão do Arquivo, até dia 31 de março.

Ao todo, serão expostas 13 obras doadas pelo artista ao Arquivo Municipal e ao Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba (MACC), mais duas obras de acervo particular, todas com temas variados.

Segundo a historiadora do Arquivo, Denise Lemes, “o professor e artista plástico Ennio Angelo contribui para o enriquecimento do mundo das artes em terras caiçaras e para a valorização do ser humano, principalmente da pessoa idosa, provando que podem desenvolver a criatividade e tornarem-se artistas em qualquer tempo da vida.”.

Além do Arquivo Municipal e do MACC, também foram contemplados com a doação de obras de Bertoncini a Casa de Saúde Stella Maris, o Hospital Regional de Caraguatatuba, a Secretária Municipal de Saúde e instituições culturais diversas dos municípios de Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba.

Sobre o artista

Bertoncini realizou vários cursos em cinema, joalheria e lapidação de pedras semipreciosas, desenho, litogravura e modelo vivo. Esteve presente na inauguração do MASP, onde passou a aprofundar seus estudos, formando-se em 1957 na Faculdade de Licenciatura em Desenho pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), e em Educação Artística pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, em 1975.

Trabalhou na ‘Project Desenhos’, em São Paulo, realizando o Projeto e Montagem da Casa Euclidiana de São José do Rio Pardo (SP). Atuou como ilustrador de livros para editoras e como desenhista na Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas de São Paulo. Foi professor de artes em vários colégios públicos e particulares, no interior e na capital. Participou de várias exposições individuais e coletivas.

Desde 1994, o “artista professor” ensina a desenvolver o lado criativo e técnicas artísticas como pintura a lápis de cor e giz de cera, sobre cores complementares e volume, degradê, usos de colagem e monotipia por meio do curso “Criatividade”.

História

Os trabalhos de gestão documental em Caraguatatuba iniciaram em 1998 com a criação do Arquivo Público do Município.  Em 2010, começou a organização do patrimônio documental do executivo pelo Arquivo Administrativo José Lúcio de Alcântara. A Lei Municipal 2.218/2015 veio para estruturar o Arquivo Público, criar o Sistema Municipal de Arquivos e tornar possível a criação da tabela de temporalidade documental.

Com a sanção da Lei nº 2.419/2018 (Reestruturação Administrativa da Prefeitura de Caraguatatuba), a seção de Arquivos Públicos, cabeça de todo o sistema, passou a ser denominado Departamento de Arquivo Público Municipal, ligado à Secretaria de Administração.

Após todo este trabalho realizado com acompanhamento do Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP), por meio do Centro de Assistência aos Municípios (CAM), hoje o “Arquivo Administrativo José Lúcio de Alcântara” de Caraguatatuba (Arquivo Geral Municipal) e o Arquivo Arino Santa’Ana de Barros  (Arquivo Permanente e Histórico) são considerados referências em gestão documental no Estado de São Paulo.

Representantes de diversos municípios paulistas o visitam para estruturar um Arquivo Documental em suas cidades, além de cidades de Minas Gerais, Santa Catarina e Nordeste.

Serviço                                  

22º Aniversário do Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros – Exposição do artista plástico Ennio Angelo Bertoncini

Abertura: 16/3, segunda-feira

Visitação: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h

Local: Rua Santa Cruz, 396, Centro

Mais informações: (12) 3897-5662

 

Drielly Leite

Jornalista Responsável: Mara Cirino

Informações à Imprensa (12) 3897-5660 ou imprensa.fundacc@gmail.com

Posts Relacionados