Outros

Na ocasião, foram identificados os benefícios dos contos de fadas, para entender como essas histórias atravessaram séculos até os dias de hoje, demonstrando o quanto conto de fadas podem influenciar comportamentos e apresentando diversos estudos sobre o tema em diferentes áreas de conhecimento mostrando e reforçando cientificamente a importância dos contos de fada.

O conteúdo trouxe desde as origens dos contos e suas diversas estruturas, como análises de contos e autores, além de analisar obras de Perrault e Grimm e diferentes simbologias de contos de fadas sob diversas interpretações.

Para a professora Ilíada, o mais importante da palestra foi entender e respeitar as histórias que sobreviveram por séculos . “Eu espero que eles valorizem muitos essas histórias e que tenham um cuidado especial com esses contos que sobreviveram por mais de 2000 anos”.

Aos presentes, ela contou que as histórias passaram por diversas versões para chegar ao público hoje e é importante entender os originais e as suas lições.

Durante a palestra a professora deu dicas sobre quando iniciar a leitura dos contos o que pode ou não fazer durante a contação de histórias.

Segundo Fabiana Crnkowise, responsável pela Biblioteca Afonso Schmidt, o curso foi de extrema importância para os profissionais que cuidam da leitura. “Eles saíram com um aprendizado de contar e ler diferente, valorizando e incentivando o desenvolvimento da imaginação nas crianças”.

Ainda na palestra, cada participante recebeu como brinde da biblioteca em parceria com a Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba – “dedoches” de personagens de contos de fadas.

Este foi o 4° evento do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB) em Caraguatatuba, encerrando o ano com o total de uma contação de histórias, duas palestras e um minicurso.

Ilíada de Castro é doutora em Artes, mestre em Teatro e licenciada em Educação Artística, com habilitação em Artes Cênicas pela ECA/USP. É professora do MBA da Fundação Instituto de Administração (FIA), do Sebrae, da Fundação Vanzolini e do MBA do Programa Educação Continuada em Engenharia, ambos da Escola Politécnica da USP.