Arquivo Público

O V Ciclo de Palestras e Seminários “A Imprensa no Litoral Norte – Sua História e Contribuição para a Cultura Caiçara” marca o aniversário de 21 anos do Arquivo Público Histórico e Permanente de Caraguatatuba “Arino Sant’Ana de Barros”. O evento gratuito terá debates sobre o tema com diversos jornalistas renomados da imprensa regional e nacional, nos períodos da manhã, tarde e noite, no dia 20 de março, no auditório da Fundação Educacional e Cultura de Caraguatatuba (Fundacc), no Centro.

O encontro começa às 9h, com a abertura oficial. Às 10h, a historiadora do Arquivo Arino Sant’Ana de Barros fala sobre o assunto principal do encontro: “A Imprensa no Litoral Norte – sua História e contribuição para a Cultura Caiçara”.

Em seguida, às 10h10, a doutora e mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo, a jornalista Bruna Vieira Guimarães, expõe a “A História dos Jornais Impressos no Litoral Norte Paulista”.

Às 11h, haverá a palestra “Genocídio Caiçara”, com a jornalista, escritora e ativista no combate ao tráfico humano, Priscila Siqueira. A jornalista comenta sua obra “Genocídio Caiçara”, lançada 1984, com foco nos aspectos passados e presentes do assunto tratado no livro.

As atividades recomeçam às 13h30, com o credenciamento do público. Na sequência, às 14h, tem a leitura do poema “Caiçara”, de Pedro Caetano.

Às 14h15, o Seminário “História da Imprensa Escrita na Região e Contribuição para a Defesa da Cultura Memória Caiçara” reúne, em uma roda de conversas, os jornalistas Priscila Siqueira, Selma Almeida, Fernando Antônio Braga Siqueira, Ednelson Prado, Salim Burihan e Pitágoras Bom Pastor Medeiros.

Período Noturno

O V Ciclo de Palestras e Seminários continua às 18h, com o credenciamento dos participantes. Em seguida às 18h45, haverá uma apresentação musical. O seminário do período noturno será dedicado à história da mídia regional com enfoque no rádio e na televisão e o papel dos veículos na divulgação e preservação da cultura caiçara. Intitulado “A Imprensa no Litoral Norte – Sua História e Contribuição para a Cultura Caiçara – Módulo II: Roda de conversa sobre Rádio e TV”, o seminário traz os ícones do jornalismo local, Roberto Espíndola (Revista Cidade), Fábio Ferreira (Rádio Antena 8), Salim Burihan (Tamoios News), Caçula (Programa do Caçula/Canal 20) e Jota Parreira (ISTV) em um bate-papo sobre o assunto.

O V Ciclo de Palestras e Seminários é aberto ao público, mas grupos grandes como escolas e faculdades devem fazer um agendamento prévio pelo telefone (12) 3897-5662. O Arquivo Municipal “Arino Sant’Ana de Barros”  fica no Polo Cultural e Educacional “Profª. Eloiza Andrade Antunes” (lado da Fundacc). O endereço é Rua Santa Cruz, 396, Centro.  Outras informações também podem ser obtidas pela FanPage https://www.facebook.com/arquivopublicodecaraguatatuba.

História

Os trabalhos de gestão documental em Caraguatatuba iniciaram em 1998, com a criação do Arquivo Histórico Arino Sant’Ana de Barros.  Em 2010, começou a organização do acervo documental do Arquivo Administrativo José Lúcio de Alcântara. A Lei Municipal 2.218/2015 estruturou a Divisão de Arquivo Público Municipal, responsável pela Gestão Documental Municipal. Com a sanção da Lei nº 2.419/2018 (Reestruturação Administrativa da Prefeitura de Caraguatatuba), o setor passou a ser denominado Departamento de Arquivo Público Municipal, ligado à Secretaria de Administração.

O Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP), por meio do Centro de Assistência aos Municípios (CAM), considera o “Arquivo Administrativo José Lúcio de Alcântara” de Caraguatatuba (Arquivo Geral Municipal) e o Arquivo Arino Santa’Ana de Barros  (Arquivo Permanente e Histórico) referências em gestão documental. Representantes de diversos municípios paulistas o visitam para estruturar um Arquivo Documental em suas cidades, além de cidades de Minas Gerais, Santa Catarina e Nordeste.

O Departamento de Arquivo Público Municipal fica na Av. Ministro Dílson Funaro, 725 – Jardim Britânia. O telefone é o (12) 3882-5706. O Arquivo Municipal de Caraguatatuba “Arino Sant’Ana de Barros” (ao lado da Fundacc) está localizado na Rua Santa Cruz, 396 – Centro. Mais informações pelo telefone (12) 3897-5662.

Programação dos 21 anos do Arquivo Público Histórico e Permanente de Caraguatatuba “Arino Sant’Ana de Barros”.

Manhã

8h/9h – credenciamento e apresentação musical.

9h/10h – Abertura oficial do evento de Aniversário do Arquivo Público/Arquivo Municipal.

10h/10h10 – Apresentação geral do tema: A Imprensa no Litoral Norte – sua História e contribuição para a Cultura Caiçara por Denise Lemes, historiadora.

10h10/11h – Palestra: “A História dos Jornais Impressos no Litoral Norte Paulista” com a jornalista Bruna Vieira Guimarães. Pesquisa efetuada para artigo e TCC em 2010.

11h/12h – Palestra: “Genocídio Caiçara”, com a jornalista Priscila Siqueira sobre sua obra Genocídio Caiçara, aspectos passados e presentes.

Tarde

13h30/14h – Credenciamento

14h/14h15 – Leitura de poema de Pedro Caetano: “Caiçara” ao som de violão.

14h15/15h45 – Seminário: A Imprensa no Litoral Norte – sua História e contribuição para a Cultura Caiçara – Módulo I: Roda de conversa sobre a Imprensa Escrita e registros históricos, com os jornalistas: Priscila Siqueira, Selma Almeida, Dr. Fernando Antônio Braga Siqueira, Ednelson Prado, Salim Burihan e Pitágoras Bom Pastor Medeiros. Diálogos sobre a História da Imprensa escrita na região e contribuição para a defesa da Cultura Memória Caiçara.

15h45/16h – Intervalo

16h/17h15 – II Parte do Seminário/Módulo I

Noite

18h/19h – Credenciamento

18h45 – Apresentação musical

19h30/22h – Seminário: A Imprensa no Litoral Norte – sua História e contribuição para a Cultura Caiçara – Módulo II: Roda de conversa sobre Rádio e TV. Com Roberto Espíndola; Fábio Ferreira; Salim Burihan, Caçula, do Programa do Caçula/Canal 20, e Jota Parreira, da ISTV. Diálogos sobre o papel das rádios na divulgação da Cultura e Memória Caiçara.