Outros

Ô abre alas que eu quero passar, ô abre alas que eu quero passar… E a folia continua na noite desta terça-feira com o Carnaval de Antigamente realizado pela Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba.

Milhares de foliões tem participado da festa carnavalesca na Praça Cândido Motta (Coreto) e na segunda-feira foram premiados aqueles que imprimiram na festa um destaque a mais.

Caso da Maria Laura Martin da Cunha, 65 anos, moradora de Bragança Paulista, que há vários anos vai para Caraguá curtir a festa e pelo quinto ano consecutivo ganhou o prêmio de foliã mais animada. “Adoro o Carnaval e vou curtir enquanto puder”.

Aos 69 anos, seu José de Souza Neto, turista de São Paulo, também não consegue ficar parado. Seu fôlego provou ser maior que de muitos jovens, como gosta de dizer e, também pelo quinto ano, foi indicado como o folião mais animado e recebeu o troféu das mãos da presidente da Fundacc, Silmara Mattiazzo.

O carnaval também desperta a criatividade dos foliões e ela também é premiado com o concurso de fantasias e quem caprichou muito foi a enfermeira aposentada Maria Aurean Cabral Manet que faz questão de não dizer a sua idade, afinal, ela não condiz com a sua disposição.

A ‘Nega Maluca’ conquistou os aplausos da plateia pela criação e simpatia no salão e levou o prêmio. Moradora de Caraguá há 3 anos e frequentadora há 30, ela conta que para cada dia do Carnaval é uma fantasia diferente e assim pretende fazer para os próximos anos.

Já o professor Vitor Paulo Fida da Gama, 36 anos, de Caraguá, aposta no visual Jack Sparrow há anos e assim vai conquistando seus prêmios de melhor fantasia. E vale até fazer festa com os foliões distribuindo moedas de chocolate para garantir os aplausos. “Mas o mais legal são as crianças porque elas adoram a personagem e isso desperta a simpatia”.

Mas teve premiação também para os blocos mais animados e este ano, pela primeira vez houve empate entre o Bloco da Rataiada e o Bloco do Dodô que durante todos os dias de carnaval marcaram presença e mostraram a eu vieram. Não deu outra, houve equilíbrio na votação e os dois levaram o troféu.

Erika Nascimento Ferreira, 33 anos, é pedagoga e integrante do Bloco da Rataiada que tem em torno de 100 participantes da cidade e de Taboão da Serra. Para ela, “carnaval é vida e devemos fazer um brinde à alegria, ao sorriso e ser feliz”.

O Bloco do Dodô nasceu em uma homenagem a Douglas, irmão de Débora Cristina Medeiros de Oliveira, que faleceu em 2013. Seus amigos e familiares cumpriram o desejo dele que era formar o Bloco dos Pamonhas, só que acabou ficando Dodô e desde então sempre ganha como os mais animados.

Além do Centro, o Carnaval de Antigamente também é realizado na Praça Isaias de Souza (Porto Novo) e na Praça Jorge de Castro (Travessão), na região sul de Caraguatatuba, sempre a partir das 20h30.