Outros

Foto: JC Curtis / Fundacc

Dança, música, tradições e artesanatos fizeram parte do maior e mais importante festival de cultura tradicional paulista – o Revelando São Paulo, realizado na capital e organizado pela Secretaria de Cultura do Estado. A Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba fez a sua parte levando ao festival as manifestações de arte caiçara.

Em meio à manifestação de mais de 130 cidades, o estande de Caraguatatuba chamou a atenção pelos seus detalhes: a canoa caiçara, os artesanatos que remetiam ao cotidiano simples e pacato. Trabalhos com folhas de bananeira, fibras de coco, cerâmica e outros foram colocados à venda no espaço. A renda de todos os artesanatos foi revertida aos artesãos.

Segundo a artesã que representou a cidade no estande, Luana Kogus, o público foi receptivo: “Os clientes que acompanharam o Revelando em Valinhos e São José dos Campos nos prestigiaram aqui na capital também”. Ela trabalha com folhas de bananeiras, transformando-as em chapéus, cestas e luminárias.

No espaço, os bonecões “Zé Caiçara” e “Emília”, confeccionados em Caraguatatuba, foram atração e crianças, jovens e adultos paravam para registrar o trabalho. Para Terezinha de Fátima, de 56 anos, foi uma oportunidade de conhecer um pouco da cidade. “Está tudo lindo, com certeza irei conhecer a cidade”.

Além do espaço, o palco do evento recebeu a Orquestra de Viola Estrela de Ouro, a Folia de Reis e a Companhia de Moçambique Caraguatatuba que puderam apresentar o seu trabalho e interagir com outros grupos e companhias das cidades.

A presidente da Fundacc, Silmara Mattiazzo, ressalta a importância e a grandiosidade do evento: “A volta do Revelando São Paulo foi motivo de imensa alegria a todos os municípios, pois abre um leque de oportunidades de mostrarmos nossa identidade cultural, nosso jeito caiçara de fazer e viver, além de instigar a visita em nossa cidade.”

Segundo a Secretaria de Cultura cerca de 500 mil pessoas passaram pelo Revelando São Paulo, numa união de músicas, celebrações regionais num lugar onde todas as culturas conviveram num ambiente de respeito e paz.