MACC

Alex Palaiologos recebe representantes do Santuário (Foto: JC Curtis/Fundacc)

O MACC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba recebeu, nesta quarta-feira (7), dois gestores do Museu Educativo do Santuário de Nossa Senhora de Aparecida para conhecer o espaço do Pólo Cultural Adaly Coelho Passos. Com a visita, foi confirmada a vinda da Exposição que conta em 300 fotos os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora de Aparecida no rio Paraíba do Sul.

Com elogios à organização e recepção do MACC, a responsável técnica em conservação do acervo do Santuário, Erica Andreza Coelho, explica que a ideia veio de uma exposição fotográfica feita pelo Santuário durante a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

“Como produzimos esta exposição com base em nosso acervo histórico, nós gostaríamos que mais pessoas pudessem ter acesso ao conteúdo, já que a exposição era fechada aos participantes da CNBB”. Segundo ela, o projeto começou em 2015, com uma parceira entre o Centro de Documentação e Memória do Santuário Nacional e o Portal Católico A12.com que realizaram uma exposição virtual publicando duas fotos por semana até totalizar as 300 imagens.

O coordenador de atendimento do Santuário, Jonatas Veloso, explica que a ideia surgiu ao se pensar nas pessoas que não têm condições de chegar até uma exposição no Santuário. “Através da exposição digital surgiu essa ideia de realizarmos uma exposição itineranteem parceria com museus do Vale do Paraíba, Litoral Norte de São Paulo, Serra da Mantiqueira e Vale Histórico, para partilhar a exposição com a região”.

A agenda de exibições foi definida de acordo com o interesse de cada instituição, diz Erica. “Alguns tiveram preferência em meses em que há um fluxo maior de visitação, de acordo com a temporada”.

No caso de Caraguatatuba, a abertura da exposição ficou agendada para o dia 3 de novembro.

O diretor do MACC, Alexander Palaiologos, avaliou a visita como maravilhosa e muito frutífera. “Nós tivemos a oportunidade de falar sobre a logística da exposição, as 300 fotos e os 300 anos deNossa Senhora Aparecida. Vai ser uma data marcante para Caraguatatuba, principalmente para o povo católico”.

A visita contou com um tour pela Sala de Exposições Temporárias Antônio Carelli, pela Videoteca Lucio Braun, a Reserva Técnica e a sala Caraguatatuba onde fica a Casa Caiçara.

Nesta última sala,as personagens Léco Borba e Nhá Rita contaram causos e lendas típicos da cultura caiçara. O sucesso foi garantido e os gestores demonstraram interesse em levar os dois para Aparecida com o objetivo levar essas histórias típicas do caiçara, que só vive em regiões litorâneas.