Outros

A 11ª Encenação Paixão de Cristo de Caraguatatuba está chegando a todo o vapor. E para que tudo fique pronto uma equipe trabalha arduamente ajeitando os mínimos detalhes. Tudo é pensado, do macro ao micro levando ao público uma experiência única.

Silvio Fernandes, o Silvão, faz parte da produção desde a 1ª encenação e conta que, além da parte técnica, a montagem dos cenários é um trabalho artístico. “A montagem, restauração e criação de cenários leva cerca de 20 dias para ficar pronta e as instalações dos cenários levam cerca de quatro dias”, diz Silvão explicando que a equipe da Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba) busca sempre melhorar os cenários e palcos.

Ele conta também que já passou por dificuldades durante a montagem do espetáculo que deixou de ser um evento religioso e virou um marco no calendário local. “Em um ano choveu muito, o tempo fechou bem perto da hora do espetáculo, só que Deus é tão maravilhoso que 20 minutos antes da encenação começar a chuva parou e o espetáculo ocorreu normalmente”.

Já Evandro Ermelino, o Wandão, conhecido por suas habilidades artísticas se emociona ao falar do sentimento de poder produzir os cenários da Paixão. “É um sentimento de amor, não só pelo trabalho, mas também pelo fato de estar envolvendo a história de Deus”.

Em meio ao trabalho a sua maior expectativa é superar os elogios do ano anterior. “Em 2017 todos elogiaram o nosso trabalho dizendo que foi uma das melhores encenações e este ano estamos lutando para trazer ainda mais coisas”.

Heide Aparecida de Castro, que faz parte pelo segundo ano da equipe, explica que todos trabalham sempre em união. “Não temos uma tarefa fixa, cada um ajuda onde é necessário e cada um faz um pouco”. Ela conta que assistir o espetáculo é maravilhoso, mas que o sentimento de saber que ajudou a construir aquela história é indescritível. “Ano passado a gente chorou, nós vivemos a correria e quando vemos que está tudo pronto é emocionante”.

A Fundacc pensa em cada detalhe para que o espetáculo, que surgiu em 2008, seja cada vez mais especial. O diretor do espetáculo e coordenador de Teatro da Fundação, Heron Carrillo, conta que cada detalhe da roupa, do cenário é pensado com carinho, de Jesus à população. “O figurino é trabalhado da cabeça aos pés, pelas roupas, maquiagens e acessórios. Tudo para que cada minuto se torne emocionante e especial”.

A presidente da Fundacc, Silmara Mattiazzo, lembra que quando a população assiste ao espetáculo na Sexta-feira da Paixão, ele começou a ser trabalhado já no começo do ano. “Só tenho a agradecer à minha equipe e ao prefeito Aguilar Junior por permitir que a cada ano façamos um espetáculo mais grandioso, na medida que a população e a história de Jesus Cristo merecem”.

A 11ª Encenação da Paixão de Cristo será realizada nesta sexta-feira, dia 30, às 21h, na Praça da Cultura (Avenida da Praia) e toda a equipe aguarda em contagem regressiva a presença do público, que este ano contará com uma estrutura pensada para o maior conforto.